#1 Novos ingredientes.

6h da manhã, toca o despertador de Rodrigo. Imediatamente ele pensa: "como eu pude sentir falta disso?" Hora de ir para a aula. Suas aulas começavam às 7h15min e terminavam às 12h45min, mas ele havia decidido que nunca iria chegar antes das sete e meia na aula. Chegar cedo na aula significava demonstrar algum interesse, e isso o colocaria fora do seu seleto grupo de colegas. Afinal, prestar atenção na aula é coisa de CDF que nunca vai para as baladas legais. Ele se perguntou por que estava indo para o colégio se ele não tinha a menor intenção de aprender alguma coisa lá, mas depois ele pensou que esse era um costume tradicional e deveria ser mantido.
Na escola, reencontrou seus amigos: Hugo, André e Tobias. Encontrá-los de manhã, no colégio e conversar durante o intervalo das aulas era, para Rodrigo, bem diferente de quando estavam de férias. Parte era culpa das viagens, cada um viajou para lugares diferentes, e não podiam reunir-se todos durante as férias. Rodrigo pensou que o uniforme escolar fazia alguma diferença no comportamento deles. Neste intervalo do primeiro dia de aula, aconteceu o seguinte diálogo:
<Rodrigo> e aí, Hugo, como foi a viagem lá? viajou no fim das férias, perdeu o forrozão "volta às aulas"...
<Hugo> Cara, forró é coisa do passado. Rave é o que há de mais moderno! A pegação rola em Fast-Forward.
<André> Quem escuta pensa que você é O pegador!
<Hugo> Ah, mas no meio daquela nóia intensa, até eu pego muitas.
<André> Seeeeei. Quando você voltou?
<Hugo> cheguei agora, no intervalo.
Depois de algumas devidas explicações sobre horários incomuns de vôo, e distância entre cidades e a velocidade média de um táxi, e quantas coisas dava para fazer em 1h, a conversa chega nos planos para o futuro.
<André> Mas essa vida de festa todo fim de semana acaba para mim. Vou começar a estudar sério e me preocupar com o futuro.
<Tobias> Ah, vai dizer que você já tá com medo do vestibular três anos antes da prova estar na sua frente?
<André> É. Eu quero ser médico, esqueceu? é o vestibular mais difícil daqui.
<Tobias> Ainda tenho muito tempo para me preocupar com esses pequenos detalhes da vida. Prefiro planejar pequenos passos na minha vida. Como por exemplo decidir qual festa vai ser a desse fim de semana.
<Rodrigo> É, eu também tenho um grande objetivo, pegar o máximo de mulheres que eu conseguir.
<Hugo> Esse não é o objetivo de todos nós, homens?
<Rodrigo> Não, claro que não. Só o dos machos de verdade. O Tobias por exemplo prefere buscar a mulher perfeita e casar.
<Tobias> Não agora. Agora eu tô na briga com vocês.
<Rodrigo> Ah, agora virou aposta?
<Tobias> Desafiei. Aposto que consigo mais mulheres que você.
<Rodrigo> De jeito nenhum. Aposta quanto?
<Tobias> R$50.
<Rodrigo> E quem vai contar? por que você pode mentir e dizer que ficou com cem mil ontem à noite mas não tem como provar.
<Hugo> Vocês vão levar essa porcaria de aposta à sério? Achei que fosse só tiração de onda...
<André> Deixa eles, Hugo. Essa disputa idiota vai ser hilária.
<Rodrigo> Eu não sou de voltar atrás. Eu só aposto se for valendo.
<Tobias> Agora é questão de honra. Tá apostado.
<Hugo> Bom, se é assim, vou definir as regras. Só vale garotas daqui do colégio para que nós 4 possamos efetuar a contagem.
<Rodrigo> Então aí eu tô na vantagem. Eu sou mais conhecido, estudo aqui a mais tempo.
<Tobias> Só as novatas então. Aí não faz diferença.
<Hugo> O prazo limite vai ser de um mês.

3 comentários:

Lilavati disse...

As menininhas do 1º ano querem é saber dos carinhas do 3º ano ou da faculdade.
Seus personagens vão tomar muito toco!
hahahahaha

=P

Damnerd disse...

EDIT: esqueci dos códigos html para (angle brackets) < e >

Louisy disse...

brinks...

"ai, s eu fosse omi..."

legal!
e Dani, eh engraçado ver vc tentar escrever feito um non-nerd!
tiop...qlqr coisa, só perguntar! Do jeito q eu tou pegadooooooora...(mintira, pq eu sou comprometida, mas da última vez q eu fui pa ribera, um minino lindo q gostava d Placebo falou q eu era mui linda e m deu um bjo na mao! ai, q lindo!)

enfinzis, tá legal...

segue a levada!